Jony Ive diz que se demitiria se Apple parasse de inovar

             Jony Ive: se Apple parasse de inovar, chefe de design se demitira

Jonathan Ive, o poderoso chefe de design da Apple, falou sobre o trabalho na Apple, seu processo criativo e sobre Steve Jobs em entrevista ao Sunday Times

São Paulo – Jonathan Ive (ou Jony Ive, como também é conhecido), o poderoso vice-presidente sênior de design da Apple, afirmou que se demitiria caso a empresa parasse de inovar. “Eu pararia. Eu faria coisas para mim e coisas para os meus amigos em minha casa. O padrão precisa ser alto”, afirmou em uma entrevista ao jornal inglês The Sunday Times.

Ive, no entanto, completou dizendo que acha que isso não irá acontecer. “Nós estamos no começo de tempos incríveis, quando um número memorável de produtos será desenvolvido. Quando você pensa na tecnologia e no que ela nos permitiu fazer até agora, e no que ela irá nos permitir fazer no futuro, nós não estamos nem perto do limite”, explicou o designer.

Ive não é um executivo que costuma dar entrevistas (assim como qualquer outro na Apple). Em sua primeira grande entrevista, os tópicos abordados com o designer inglês foram variados.  O homem por traz do design preciso da Apple falou sobre seu processo de criação.
O trabalho de Ive é de “meses e meses e meses”. O início de tudo é sempre se questionar o que um novo produto precisa fazer e como isso deve ser feito.
É exatamente por isso que o executivo fica tão bravo ao ter seu trabalho roubado por outras marcas. “É roubo”, crava Ive na entrevista. “O que é copiado não é apenas o design, são milhares e milhares de horas de esforço”, diz.
Sobre o mercado de tecnologia vestível, Ive não revelou nada. Questionado sobre a possibilidade de a Apple lançar um relógio inteligente, Ive foi curto em sua resposta. “É óbvio que existem boatos sobre nós estarmos trabalhando nisso… e é óbvio que eu não vou falar sobre isso”, disse.

Steve Jobs

Jony Ive afirmou que ainda acha difícil falar sobre Steve Jobs. Os dois eram amigos e ele disse que a morte de Jobs não parece ter sido há tanto tempo para que seja tão fácil falar sobre isso.
Durante a entrevista, ele falou sobre a relação com Jobs, como os dois acreditavam no design da mesma maneira. Ele disse não reconhecer Jobs nos textos que tem lido.
“Tanto foi escrito sobre Steve e eu não reconheço meu amigo em boa parte disso. Sim, ele tinha opiniões precisas. Sim, ele poderia alfinetar. Sim, ele questionava constantemente. ‘Isso está bom o suficiente? Isso está certo?’ Mas ele era tão inteligente. Suas ideias eram ousadas e magníficas”, disse Ive.

FONTE: EXAME

Anúncios

Novo Windows estará disponível para teste no início de 2009, diz Microsoft

Segundo a empresa, versão beta será oferecida para o público em geral.

Participantes de evento realizado nos EUA já ganharam cópias ‘pré-beta’.



Do G1, com agências

Tamanho da letra

A Microsoft divulgou nesta terça-feira (28), em um evento para
desenvolvedores nos Estados Unidos, que a versão de testes do
novo sistema operacional Windows estará disponível no início de
2009 para usuários em geral. Os participantes do Microsoft
Professional Developers Conference, em Los Angeles, já ganharam
cópias “pré-beta” do programa, que segundo a empresa será
oferecido também em beta para o público em geral no próximo ano. 

 

A empresa fez nesta terça uma apresentação de sua nova
plataforma, que sucederá o Vista, dizendo que a novidade será
mais rápida e mais fácil de usar do que a atual versão. Também
indicou, segundo a agência de notícias Reuters, que evitará os
tropeços que marcaram a chegada do Vista e foram considerados
responsáveis por afastar muitos usuários do software.

O Windows 7 terá recursos que incluem tecnologia
de tela sensível ao toque e capacidade de personalização do
sistema com mais facilidade. Em maio, quando anunciou a
novidade, Bill Gates disse que “hoje quase toda a interação
acontece no mouse e no teclado. Nos próximos anos, o papel da
fala, da visão e dos gestos será enorme. Para o usuário de
tecnologia em casa e no trabalho, esse tipo de interação vai
mudar dramaticamente”. 

 

Nova versão do Windows funcionará com tela sensível
ao toque. Microsoft revelou mais detalhes do sistema
operacional nesta terça. (Foto: Reuters)

A nova versão do Windows está associada ao produto Surface, um
computador em formato de mesa e tela sensível ao toque apresentado
em meados do ano passado
. Com tela de 30 polegadas, o
produto permite que as pessoas toquem e movam objetos na tela
para as mais diversas tarefas, de desenho digital a montar
quebra-cabeças virtuais, passando por pedidos de comida no
cardápio on-line de um restaurante.

 

Facilidade

A Microsoft planeja introduzir em sua nova plataforma mais
recursos que facilitem o uso do sistema operacional, como uma
nova barra de tarefas que oferece uma visão prévia de todas as
janelas abertas de um programa quando o usuário passa com o
cursor sobre seu ícone.

Outro recurso novo, as "Jump Lists",
oferece listas atualizadas de documentos que o usuário usou
recentemente ou sites que costuma visitar sem que ele precise
abrir antes o Word ou um navegador de internet.

"As pessoas não estão usando o Windows para
usar o Windows. As pessoas estão usando o Windows para terem
acesso ao que querem utilizar. Ajudá-las a fazerem o que querem
é o objetivo do sistema operacional", disse no evento desta
terça Julie Larson-Green, vice-presidente da Microsoft
encarregada de supervisionar o desenvolvimento do Windows 7.

A nova filosofia é um aceno ao sucesso da Apple,
que viu sua participação de mercado nos Estados Unidos crescer
desde 2005 por causa, em parte, de uma campanha publicitária que
retratou o Vista como desajeitado e mais difícil de usar.

O Windows 7 tem como meta manter as exigências de
hardware do Vista para que as empresas não precisem comprar
novos equipamentos.

Dicionário de “Internetês”

A
Attachment – Enviar um attachment significa anexar um arquivo a uma mensagem eletrônica e enviá-lo a alguém.
Antivírus – Programa que detecta e elimina vírus de computador.
Add – adicionar
B
Backbone – Espinha
dorsal das grandes redes de comunicação na Internet. Normalmente são
conexões de alta-velocidade que interconectam redes regionais.
Banco de Dados
– Conjunto de informações relacionadas entre si, referentes a um mesmo
assunto e organizadas de maneira útil, com o propósito de servir de
base para que o usuário recupere informações, tire conclusões e tome
decisões.
Background – Fundo da área de trabalho do programa que está sendo utilizado.
Banner – É um anúncio de propaganda colocado num website (banner em inglês quer dizer estandarte).
Bit
– A menor unidade de informação utilizada em informática. Corresponde a
0 (zero) ou 1 (um), ligado/desligado, presença/ausência, etc.
Bookmark
Tipo de agenda onde você guarda os endereços visitados na Internet,
tornando fácil visitá-los novamente. São chamados de
bookmarks/marcadores no Netscape e Favoritos no Internet Explorer.
Bps
Significa bits por segundo. A velocidade do modem é expressa em quantos
bits ele pode transferir por segundo. Quanto maior o número de bps,
mais rápida é a velocidade do modem.
Browser
Também chamado navegador, é o programa utilizado para visualizar as
páginas da WWW. Atualmente, os dois mais conhecidos são o Internet
Explorer e o Netscape Navigator.
Byte – É um
conjunto de 8 (oito) bits. Um byte é uma unidade que determina uma
informação, que pode ser um caractere (letra) ou um código para um
desenho na tela.
 
C
Cache – Quando
navegamos na Internet os browsers armazenam as últimas imagens e
páginas visitadas no cache, ou seja, guardam na memória. O espaço que a
memória cache do browser ocupa no disco rígido do computador pode ser
configurado.
Cookie – São arquivos que contêm
informações como nome e preferências dos visitantes de um website. Esta
informação é fornecida por cada usuário em sua primeira visita ao site.
O servidor registra a informação num arquivo e armazena no disco rígido
do visitante. Assim, ao retornarmos ao site, a navegação será mais
rápida, pois o servidor já terá a configuração das preferências do
visitante.
Cracker – Usuário de informática que
estuda todas as maneiras de conseguir quebrar códigos de segurança e
entrar em sistemas de informação alheios, com o único objetivo de
danificá-los ou usufruir de informações confidenciais.
Customize – personalizar
 
D
DNS (Domain Name System)
– É um sistema hierárquico de base de dados distribuídas que converte
um nome de domínio em um endereço IP do computador/servidor Internet de
um provedor de acesso e hospedagem de websites.
Domínio – Nome que identifica um computador, departamento, ou organização na rede Internet.
Download – É o ato de copiar (transferir) um arquivo de um site da Internet para o seu próprio computador.
Dial-Up – Conexão feita com outro computador através de uma linha telefônica comum.
DVD
– O Digital Versatile Disc (disco digital versátil) tem o aspecto
semelhante ao de um CD, mas sua capacidade de armazenamento é de sete a
14 vezes maior.
DNS (Domain Name System) – É um
sistema hierárquico de base de dados distribuídas que converte um nome
de domínio em um endereço IP do computador/servidor Internet de um
provedor de acesso e hospedagem de websites.
 
E
E-commerce (comércio eletrônico) – É a venda de produtos e serviços através da Internet.
E-mail ou Eletronic Mail (correio eletrônico) – É o sistema para troca de mensagens de texto e arquivos de computador via Internet. Emotions – Emoticons (emotions+icons)
são caracteres usados para simbolizar sentimentos e estados de humor em
comunicações pela Internet. Alguns exemplos: [] (abraço), :* (beijo),
:-(o) (com sono, bocejando), 🙂 (alegre).
 
F
FAQ – Abreviação para Frequently Asked Questions (questões freqüentemente perguntadas). Arquivo de perguntas e respostas básicas sobre determinado assunto.
Firewall
– (Parede de Fogo). Medida de segurança que pode ser implementada para
limitar o acesso de terceiros a uma determinada rede ligada à Internet.
Existem diferentes tipos de implementação desses mecanismos, via
software ou hardware. Permite apenas a passagem de mensagens de correio
eletrônico, podendo restringir ou policiar essas mensagens.
Freeware – São programas de computador de domínio público, ou seja, são gratuitos e poder ser usados à vontade.
FTP (File Transfer Protocol)
– Significa protocolo de transferência de arquivos pela Internet. É o
método padrão de enviar arquivos entre computadores pela Internet.
 
G
Gateway – Um computador que conecta uma rede a outra quando as duas redes utilizam protocolos diferentes.
GIF (Graphics Interchange Formal)
– É um padrão gráfico que permite salvar imagens em tamanho reduzido. É
um formato de arquivo de imagem comumente usado em páginas HTML.
Gigabyte – (GB). Equivale a 1000 Megabytes (MB).
Go – (Vá). No seu browser, é um botão que vai para uma das páginas anteriormente acessadas.
 
H
Hacker – Indivíduo
que tem a função de resolver os problemas encontrados em sistemas ou
redes. Muitas vezes confundido com Cracker. Ver cracker.
Home Page – É a página principal de um Web site. Normalmente a página serve como um índice para o conteúdo restante do site.
Host
(Hospedeiro). Computador servidor central, que oferece seus arquivos
para a rede. Quando você (Cliente) acessa informações na Internet, está
buscando informações em hosts instalados em todos os pontos do mundo.
HTML
– Hypertext Markup Language (linguagem de marcação de hipertexto).
Linguagem de formatação de textos e imagens, utilizada para apresentar
os documentos publicados na WWW (World Wide Web).
HTTP
Hypertext Transfer Protocol (protocolo de transferência de hipertexto).
Protocolo que controla o envio de uma página em HTML de um servidor
para um cliente.
Hyperlink – Ligação hipertexto.
Você clica e é remetido para outro local, outra parte do mesmo
documento ou de outro documento. São as palavras que aparecem
sublinhadas e/ou em outras cores nos textos dentro da Web. Indicam que
podem ser clicadas e levarão a algum link.
 
 
I
Inbox – (Caixa de Entrada). Caixa de mensagens recebidas do correio eletrônico
Internet
Rede mundial de computadores que interliga outras redes menores em
vários países. É uma rede de redes que se comunicam através do
protocolo TCP/IP.
IP ( Internet Protocol) – É o protocolo da Internet, usado para identificar, localizar e estabelecer conexão entre computadores ligados à Internet.
 
J
JAVA – Linguagem de programação para produzir páginas Internet, com mais recursos que a linguagem HTML.
 
K
Kilobyte – (KB). Equivalente a 1024 bytes.
 
L
Link – (ligação).
Abreviação de Hyperlink. Na Internet, clicando em um link, podemos
buscar informações referentes a outro lugar. Hipertexto: busca de
informações NÃO LINEAR. Ao ler um livro, estamos fazendo uma leitura
LINEAR, do início ao fim (sem pulos).
Login /Logon
– (Logar). Acessar o sistema através de seu código de acesso. Quando
você "loga" o seu nome numa rede, todos os computadores da mesma rede
reconhecem você ali. E você passa a ter acesso às informações dessa
rede.
Logoff – Desconectar-se de um servidor ou sistema no qual se tenha "logado" anteriormente.
Logout – Finalizar o acesso a um sistema ou computador.
 
M
Mosaic – O primeiro
browser para a Web, concebido pela NCSA, nos Estados Unidos. Com ele o
WWW tomou um grande impulso, pois foi a primeira ferramenta que
permitia visualizar a informação da Web, e utilizá-la, de forma gráfica
e atraente.
 
N
Newsgroups – (Grupos de discussão). Discutir um assunto em um grupo público de discussão.
 
O
Off-Line – (Desconectado). Não estar conectado ao servidor da rede.
On Line – Conectado em tempo real, a outro computador ou à rede, via cabo ou linha telefônica.
Open
– (Abrir). Abrir um arquivo ou uma pasta. Em Internet, abrir significa
entrar em algum site, digitando o domínio no campo específico para o
endereço da página
 
P
Password – (Palavra-Chave, Senha). Usada para identificação do usuário, em conjunto com um login. Deve ser guardada sigilosamente.
Playlist – lista de música
Print – (Imprimir). Comando que faz com que o documento ativo ou selecionado seja impresso.
Prompt – É um sinal intermitente de espera para entrada de dados. Um cursor sinaliza o local exato
 
Q
Query – Consulta / pesquisa.
Quit – (Sair). Finalizar o uso de um programa ou aplicação.
 
R
Readme – (Leia-me).
Arquivo que deve ser lido antes de se iniciar a utilização ou
instalação de um determinado programa, sistema, computador, etc
Reply
(Responder). Você pode responder uma mensagem recebida via Internet
pelo seu correio eletrônico para o remetente, sem ter que redigitar o
endereço dele e nem pedaços da mensagem.
RTFM
(Read The Fucking Manual). Leia "a porcaria" do manual. Termo utilizado
para indicar a alguém que deve ler o manual, pois provavelmente tem
feito perguntas que estão clara e amplamente respondidas.
 
S
Save – (Salvar). Em geral usado para salvar um arquivo da memória RAM para o Hard Disk.
Script – Qualquer programa que sirva para que o computador execute comandos ou funções previamente determinados.
Save
– (Salvar). Em geral usado para salvar um arquivo da memória RAM para o
Hard Disk. Você pode salvar também páginas Web no bookmark do seu
browser, ou salvar imagens ou textos da Internet para o seu HD.
Script – Qualquer programa que sirva para que o computador execute comandos ou funções previamente determinados.
Search
– (Pesquisar/Procurar). Você pode pesquisar na Internet qualquer
assunto, utilizando palavras-chave, dentro dos sites de procura.
Select – (Selecionar). Sempre que você clicar sobre algum item que acenda ou mude de cor, ele estará sendo selecionado.
Send – (Enviar). Comando que envia as mensagens ou arquivos que você dererminar pelo correio eletrônico.
Senha/Password
– Código utilizado para restringir o acesso somente às pessoas
autorizadas para aumentar a segurança de acesso à rede ou ao sistema.
Sent – (Enviadas). São as mensagens enviadas por você que ficam na sua caixa de correio eletrônico.
Step – passo (step 1, step 2…)
Submit – (Submeter). O mesmo que "OK", pode seguir adiante.
 
T
Time-out – Sinal que um dispositivo emite quando chegou o tempo limite no qual estava esperando receber uma informação.
To – Para.
Tone – Ver Pulse/Tone.
Trash – (Lixo). Caixa de mensagens excluídas por você no seu correio eletrônico.
 
U
Update – (Atualização). Quando um serviço ou sistema é atualizado para mostrar dados ou informações mais precisas.
Upload
(Enviar). Em oposição a Download (Baixar). Você faz um Upload quando
envia um arquivo do seu computador para a Internet ou outro computador.

URL – (Uniform Resource Locator). Ou Localizador
de Recursos Uniforme. Maneira de endereçar informações na Internet de
modo compacto, preciso e universal. Descreve exatamente onde está a
informação (endereço de uma página Web, WWW). O endereço geralmente se
inicia com
http://www.
User – O utilizador dos serviços de um computador, normalmente registado através de um login e um password.
Username – nome de usuário no sistema ou na rede.
 
W
WWW – (World Wide Web). As
páginas da Internet, ou a Internet como um todo. Pode-se dizer que é a
parte da Internet que suporta documentos de hipertexto. Tem a
propriedade ainda de misturar textos, imagens, sons e vídeo.

A Próxima Internet

Segunda-feira, Setembro 29, 2008
9/29/2008 07:05:00 PM

Publicado por: Vint Cerf, Principal Evangelista de Internet da Google


Historicamente,
a Internet tem sido basicamente a conectividade entre computadores e
entre pessoas. A World Wide Web (www) abriu enormes oportunidades e
motivações para a adição de conteúdo na Internet; e ferramentas de
busca como a Google forneceram a todos uma maneira de encontrarem o
conteúdo adequado para seus interesses. É claro que a Internet
continuará a se desenvolver: novos dispositivos vão encontrar seu
espaço na rede e, consequentemente, haverá novas maneiras de acessá-la.

Na
próxima década, cerca de 70% da população humana terá acesso fixo ou
móvel à Internet em velocidades cada vez mais altas, de até gigabits
por segundo. Com certeza, podemos esperar que os aparelhos móveis se
tornarão componentes importantes da Internet, assim como dispositivos e
sensores de todos os tipos. A maioria dos dispositivos conectados à
Internet, sejam móveis ou fixos, saberá onde está tanto geográfica como
logicamente. Quando você entrar em um quarto de hotel, seu celular
receberá sua localização precisa, incluindo o número do quarto. Quando
você ligar seu laptop, ele também saberá esta informação – seja através
do aparelho móvel ou do próprio quarto. Será normal para os
dispositivos, quando ativados, descobrirem que outros equipamentos
estão próximos, desse modo seu celular vai descobrir que tem disponível
um monitor de alta resolução, que já foi chamado de aparelho de
televisão. Se quiser, seu dispositivo móvel vai lembrar onde você
esteve e acompanhará objetos com a chamada RFID (identificação de
freqüência de rádio), como sua pasta, as chaves do carro e até seus
óculos. "Onde estão meus óculos?" você vai perguntar. "Na última vez em
que você estava ao alcance da RFID de seus óculos você se encontrava na
sala de estar," vai dizer seu celular ou laptop.

A
Internet também vai transformar o vídeo. Com sua oferta programada, o
vídeo vai se tornar um meio interativo em que a escolha de conteúdo e
anúncios estará sob o controle do consumidor. A colocação de produtos
se tornará uma oportunidade para os usuários clicarem em itens de
interesse no campo de visão para aprender mais sobre eles, incluindo –
mas não se limitando, às informações comerciais. Os hyperlinks vão
associar uma cena de corrida do Guerra nas Estrelas com a corrida de
charretes em Ben Hur. A vídeoconferência convencional será ampliada por
robôs controlados remotamente com a capacidade de se movimentar,
focalizar câmeras e ajustar microfones, e talvez até de interagir
diretamente com o ambiente local sob o controle do usuário.

A
Internet também vai se tornar mais integrada com outras partes de nossa
vida diária, e consequentemente vai mudá-la. As grades de distribuição
de energia, por exemplo, vão se tornar uma parte do universo de
informações da Internet. Conseguiremos acompanhar e gerenciar a demanda
de energia elétrica e nossos automóveis vão participar da geração assim
como do consumo de eletricidade. Ao compartilharmos informações sobre o
consumo e sobre os dispositivos e sistemas de produção de energia por
meio da Internet, poderemos torná-los mais eficientes.

Uma
caixa de sabão para roupa vai se tornar parte de um serviço na medida
em que as máquinas habilitadas pela Internet serão gerenciadas por
serviços baseados na web que podeão configurar e ativar sua máquina de
lavar. Medidas científicas e resultados experimentais serão colocados
em blogs e introduzidos automaticamente em arquivos de dados comuns
para facilitar a distribuição, compartilhamento e reprodução de
resultados experimentais. Pode-se até imaginar que instrumentos
científicos serão capazes de gerar seus próprios blogs de dados.

Esses
são apenas alguns exemplos da maneira como a Internet vai continuar a
nos envolver e servir no futuro. A flexibilidade que temos visto na
Internet é conseqüência de uma simples observação: a Internet é
essencialmente um artefato de software. Como aprendemos nas últimas
décadas, o software tem uma fronteira ilimitada. Não há limites para o
que pode ser programado. Se podemos imaginar, há uma grande
probabilidade de que pode ser programado. A Internet do futuro será
difundida com software, informações e arquivos de dados, e povoada com
dispositivos, aparelhos e pessoas que interagem com e por meio dessa
rica estrutura.

Evento no Japão coloca robôs para andar de bicicleta e monociclo

Empresas exibem habilidades de suas máquinas em feira de eletrônicos.
Monociclista leva o nome de Seiko-chan, mede 50 centímetros e pesa 5 kg.



Do G1, com informações da AP

Fabricantes de robôs mostraram nesta terça-feira (30), no Japão,
o que suas máquinas sabem fazer. Durante apresentação na feira
de eletrônicos domésticos Ceatec 2008, em Chiba, a empresa
Murata Manufacturing fez uma apresentação com a monociclista
robótica Seiko-chan, que se equilibrou ao lado do ciclista
Seisaku-kun – a companhia classifica os dois como “primos”. A
monociclista mede 50 centímetros, pesa 5 quilos e mantém o
equilíbrio graças a dois sensores acoplados a seu corpo. 

 

Seiko-chan se equilibra ao lado de seu
‘primo’, o ciclista Seisaku-kun.  (Foto: AP)

 

Monociclista mede 50 centímetros e pesa 5 quilos.
(Foto: AP)

 

Mulher interage com o robô BR23C, que a seguiu
durante apresentação nesta terça. Máquina identifica
objetos e consegue evitar colisões.  (Foto: AP)

Beta 2 do IE 8 já tem versão em português

Navegar
com o novíssimo beta do Internet Explorer 8  tornou-se possível também
em português para brasileiros. Inicialmente só disponível em inglês,
alemão e chinês, o beta da Microsoft estreou, nesta terça (16), em 19
idiomas, entre eles o espanhol e o português para brasileiros.

A versão final do navegador deve ser apresentada em dezembro. No
beta, no entanto, já é possível ver características como o Web Slices,
recurso que permite ‘assinar pedaços’ de seus sites favoritos, e
visualizá-los todos juntos numa única página, acessível por meio de um
atalho em favoritos.

A Microsoft
trabalha, ainda, em “aceleradores” para carregar mais rapidamente
páginas pesadas, com mapas ou aplicações de web 2.0, como webmail e
blogs. O beta também exibe botão chamado de “InPrivate” que permite
navegar sem deixar rastros na máquina.

O esforço da Microsoft
em melhorar seu navegador, líder de mercado com mais de 70% dos
usuários, ocorre num momento em que surge um novo competidor, o Chrome,
do Google e a Mozilla prepara a versão 3.1 do Firefox.

Baixe no Download INFO o beta 2 em português (para XP ou Vista) do IE8