COPA 2010

rasil cai em grupo difícil na Copa junto com Portugal e Costa do Marfim

Seleção brasileira fica no Grupo G, o preferido da comissão técnica, e também enfrenta a fraca Coreia do Norte na primeira fase

Gustavo Poli, Rafael Pirrho e Zé Gonzalez Direto da Cidade do Cabo, África do Sul

Tamanho da letra

Brasil cai em grupo difícil na Copa de 2010

O Brasil não deu a sorte dos últimos mundiais e caiu em um dos grupos mais difíceis da Copa do Mundo de 2010. No sorteio, que aconteceu nesta sexta-feira, na Cidade do Cabo, na África do Sul, a seleção vai enfrentar na primeira fase Portugal, de Cristiano Ronaldo, a Costa do Marfim, de Didier Drogba, e a Coreia do Norte.  

 

O sorteio começou bem para o time de Dunga, que caiu como cabeça de chave do Brasil do Grupo G, justamente o preferido pela comissão técnica. Desta forma, a seleção faria menos deslocamentos durante a Copa do Mundo e jogaria as duas primeiras partidas na capital, Joanesburgo. O primeiro país sorteado para o grupo brasileiro também agradou: a Coreia do Norte. Mas aí os ventos parecem ter mudado de lado. E levaram Costa do Marfim e Portugal para o lado da seleção.

 

O Brasil estreia na Copa do Mundo no dia 15 de junho, em Joanesburgo, contra a Coreia do Norte, no estádio Ellis Park, local em que a seleção conquistou a Copa das Confederações neste ano. No dia 20 de junho, o Brasil encara a Costa do Marfim, novamente em Joanesburgo, mas no estádio Soccer City. E encerra a participação na primeira fase no dia 25 de junho, contra Portugal, em Durban.

 

BRASIL MUNDIAL FC: confira a análise dos grupos e dê sua opinião!

 

Dos adversários da primeira fase, a seleção já enfrentou em Copas do Mundo apenas Portugal. E a lembrança não é boa. Foi em 1966, quando o Brasil foi eliminado na primeira fase após perder por 3 a 1 para os portugueses. Curiosamente, Portugal conta com jogadores nascidos em terras brasileiras como o meia Deco, o zagueiro Pepe e o atacante Liedson.

 

Se ficar em primeiro lugar no Grupo G, o Brasil pode enfrentar Espanha, Itália, Argentina e Alemanha apenas na final se essas seleções também ficarem na liderança na primeira fase. E em um caminho mais fácil, o Brasil teria pela frente Chile ou Suíça nas oitavas, Holanda ou Paraguai nas quartas, França e Inglaterra na semifinal.

 

 

 

Quem também não deu sorte no sorteio foi o técnico brasileiro Carlos Alberto Parreira. No Grupo A, da África do Sul, caíram França, México e Uruguai. A abertura da Copa do Mundo de 2010 será África do Sul x México, no dia 11 de junho, em Joanesburgo.

 

Já a Argentina, de Maradona, caiu em um grupo razoável com Nigéria, Coreia do Sul e Grécia. Nossos rivais estreiam na Copa do Mundo contra a Nigéria, no dia 12 de junho.  

 

O sorteio dos grupos

Para que o sorteio fosse, paradoxalmente, o mais equilibrado possível, a Fifa estabeleceu algumas regras. A principal foi dividir as 32 seleções em quatro potes, levando-se em consideração geografia e, principalmente, força futebolística. Foram oito países por pote e cada um deles ficou em um dos oito grupos do torneio.

 

O sorteio começou com a definição dos cabeças de chave. No primeiro pote estavam Brasil, Itália, Alemanha, Argentina, Inglaterra, Holanda e Espanha. A África do Sul, anfitriã do torneio, completava a lista. Os países foram escolhidos a partir da posição das equipes no ranking de outubro da Fifa.

 

Como país-sede da Copa do Mundo, a África do Sul era a única com o grupo garantido (A). A partir daí, as outras seleções começaram a ser distribuídas, por sorteio, pelos grupos de "B" a "H". O primeiro país sorteado foi a Argentina, que ficou no Grupo B. E assim por diante, a Inglaterra caiu no "C", a Alemanha no "D", a Holanda no "E" e a Itália no "F". O Brasil, finalmente, caiu no Grupo G, o preferido pela CBF. Por fim, sobrou a Espanha como cabeça de chave do Grupo H. 

 

Conhecidos os cabeças de chave, veio a vez do pote 2. Nele estavam os classificados da Oceania, Ásia e Concacaf: Nova Zelândia, Austrália, Coreia do Norte, Coreia do Sul, Japão, Estados Unidos, Honduras e México.

 

O primeiro país sorteado foi o México, que caiu no Grupo A, da África do Sul. Para o grupo da Argentina veio a Coreia do Sul. Os Estados Unidos caíram junto com a Inglaterra, o Japão foi para o grupo da Holanda, a Nova Zelândia ficou no da Itália. E como a sorte parecia estar ao lado do Brasil, a Coreia do Norte acabou caindo no Grupo G. Por fim, Honduras foi para o H, da Espanha. 

 

O sorteio do pote 3 foi dirigido. As seleções sul-americanas (Paraguai, Uruguai e Chile) não poderiam ficar nos mesmos grupos de Brasil e Argentina. Assim como as africanas (Costa do Marfim, Camarões, Gana, Nigéria e Argélia) não ficariam no Grupo A, onde a anfitriã África do Sul era a cabeça de chave.

 

Os dois primeiros africanos sorteados, então, foram colocados nos grupos dos sul-americanos. Assim, a Nigéria caiu no Grupo B, da Argentina, e a Costa do Marfim veio para o Grupo G, do Brasil. As bolas continuaram saindo, e a Argélia foi para o Grupo C, da Inglaterra, o Uruguai caiu no Grupo A, da África do Sul, Camarões foi para o Grupo E, da Holanda, e o Chile sobrou para o Grupo H, da Espanha.    

 

Por último veio o sorteio do pote 4, onde estavam as seleções europeias: França, Portugal, Eslovênia, Suíça, Grécia, Sérvia, Dinamarca e Eslováquia. Para azar da África do Sul, a França saiu logo para o Grupo A. A Grécia foi para o B, da Argentina, a Eslovênia, para o C, da Inglaterra, a Sérvia, para o D, da Alemanha. A Dinamarca ficou no Grupo E, da Holanda. O Brasil, novamente, não deu sorte, e Portugal acabou caindo no G. Por fim, a Suíça sobrou para o Grupo H, da Espanha.


Raio-X: as 32 seleções da Copa


 


 

A cerimônia

A cerimônia começou às 15h (horário de Brasília) com uma mensagem gravada pelo ex-presidente e Prêmio Nobel da Paz, Nelson Mandela, além de uma conversa entre o atual presidente sul-africano, Jacob Zuma, e o presidente da Fifa, Joseph Blatter.

– O futebol tem o poder de unir os povos. Por isso é tão importante ter uma Copa do Mundo na África do Sul. Estamos muito orgulhosos de ter recebido esta honra – disse Mandela.

Logo depois, o presidente sul-africano, Jacob Zuma, e o presidente da Fifa, Joseph Blatter, entraram no palco e foram recebidos com aplausos para um discurso.

– A Copa do Mundo na África é uma história de amor – disse Blatter,
que depois brincou com a apresentadora Caro Manana, dizendo se apaixonar pela África só de olhar para ela.

A bela atriz sul-africana Charlize Theron, vencedora do Oscar, também foi chamada ao palco. Assim como o meia inglês David Beckham e o zagueiro sul-africano Matthew Booth. O maior astro do futebol de Camarões, Roger Milla, também compareceu à festa.

Antes do sorteio, foram apresentados vídeos curtos sobre a África do Sul, o país-sede, sobre as 32 seleções classificadas para o Mundial e sobre a história das Copas, de 1930 a 2006. 

 

Local do sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2010, na Cidade do Cabo, na África do Sul

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s