As Decisões na Guerra e na Carreira

Planos de Carreira – As Decisões na Guerra e na Carreira | :::: ogerente.com ::::

As Decisões na Guerra e na Carreira

 


* Danilo Talanskas
Presidente da Elevadores Otis e autor do livro
Lições de Guerra – Vencendo as Batalhas de Sua Carreira” – Editora Campus

Leia a entrevista do autor no Portal O Gerente

Um soldado quando vai para frente de batalha, passou por diversos treinamentos muito intensos. A preparação física é de extrema importância. O aprendizado detalhado das armas é um aspecto do qual vai depender a sua própria vida… Logo, deve conhecer muito bem as estratégias de movimentação, ataque e defesa em relação ao inimigo que são incansavelmente treinadas.

Vemos aqui um funil de aprendizado e treinamento que desemboca em minutos cruciais diante do fogo inimigo, quando todos estes ensinamentos de meses ou até anos se transformam em ações instantâneas, onde todos os conceitos são usados ao mesmo tempo, em meio a um “banho” de adrenalina. Como isto acontece?

Quando o treinamento é muito bem feito, torna-se parte do comportamento condicionado. Ele não pensa mais, apenas age. Teorias estudadas em salas de aula se transformam em decisões de segundos. Minha conclusão é a seguinte: um intenso treinamento adicionado a pratica constantes de decisões, levam à melhoria das técnicas militares, mas também aperfeiçoam a própria capacidade de se tomar decisões. Portanto, para se aprimorar a nossa capacidade de tomar decisões é preciso tomar decisões! Constantemente.

Em seu livro “Blink”, Malcolm Gladwell mostra a capacidade de nosso inconsciente de processar nosso conhecimento passado e transformá-lo em decisões. Podemos chamar de “palpite”, “sentimento”, mas na realidade estamos processando conhecimento e transformando-o em ações.

Em nossas “batalhas” no “front” de nossas carreiras, o mesmo fenômeno acontece. Sem dúvida, precisamos do treinamento. Faculdade, pós-graduação, cursos de especialização, leituras, internet, etc., tudo faz parte de nosso acúmulo de conhecimento. Não podemos ter medo de processar tudo isto e tomar decisões!

Constantemente sou questionado em como podemos melhorar a nossa capacidade de decidir. Que técnicas? Cursos? Minha conclusão é que quando nos sentimos fracos nesta habilidade é porque não a estamos praticando constantemente. É a mesma coisa que condicionamento físico – você treina e pratica, você fica em forma. Já vi altos executivos muito relutantes em tomar decisões e estagiários intrépidos, usando esta competência desde cedo.

Portanto, a receita final é esta: uma boa dose de coragem para tomar riscos, uma pitada de ousadia para expor o que você pensa, uma medida de constante aprendizado e finalmente algumas gotas de otimismo para afastar o seu medo. Junte tudo isto e tome em doses diárias a cada decisão que você tiver à sua frente e DECIDA! Afinal, você é o comandante de uma batalha muito importante – a sua carreira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s